____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

sábado, 26 de maio de 2018

Centenário IEADERN

Pr. Martim Alves da Silva

“Foi o Senhor quem fez isto e é coisa maravilhosa aos nossos olhos.” (Sl 118.23).

A Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte – IEADERN – tem sua origem no Movimento Pentecostal que chegou ao Brasil em 1910, trazido pelos Missionários Suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, que vieram dos Estados Unidos da América, enviados por Deus, inspirados pelo grande avivamento espiritual ocorrido na Rua Azuza, em Los Angeles, na Califórnia, entre os anos de 1906 a 1909.

Quando os dois missionários chegaram ao Brasil, passaram a se congregar numa Igreja Batista e a pregar o batismo com o Espírito Santo. O Senhor Jesus confirmou a pregação batizando Celina de Albuquerque com o Espírito Santo no dia 09 de junho de 1911. A partir daí os irmãos que creram nesta nova doutrina resolveram se organizar numa nova igreja e lançaram os alicerces da obra pentecostal (inicialmente chamada de Missão da Fé Apostólica) que irradiou-se à todas regiões do Brasil.

Sem dúvida, o Espírito Santo vivificava os testemunhos e as mensagens, e convencia os não crentes. Era Deus confirmando a sua obra. O que mais impressionava os chamados “crentes tradicionais” era a atividade e o zelo evangelístico dos membros da igreja recém-formada.

Este ardor evangelístico trouxe a chama pentecostal ao nosso estado, e os resultados logo começaram a aparecer com a conversão das pessoas que iam sendo alcançadas pelo poder de Deus. Os cultos começaram a ser realizados em casas particulares e o número de convertidos aumentava a cada dia.

No dia 13 de janeiro de 1918, na Rua do Arame, no bairro do Alecrim, na residência do soldado de Polícia, Luiz de França, os irmãos realizaram um culto. Ao final do trabalho, sem que houvesse convite, aceitaram a Cristo como Salvador o soldado Luiz de França, sua esposa Terezinha, Isabel, Maria, Balbina e Filomena, completando 10 crentes com os já existentes. Este é considerado o primeiro culto oficial daquela que, hoje é a Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte.

Com o aumento do número de pessoas que se convertiam ao Evangelho de Jesus Cristo, os irmãos escreveram para a Igreja em Belém do Pará pedindo que enviassem um obreiro para batizar os novos convertidos e organizar oficialmente o trabalho. O enviado para Natal foi o Pastor Adriano Nobre que realizou o batismo em águas no dia 15 de abril de 1918, às margens do Rio Potengi. No dia 24 de maio do mesmo ano o pastor Adriano Nobre fundou oficialmente a Igreja Evangélica Assembleia de Deus na capital do estado.

Cem anos depois, estamos firmados na sã doutrina e conservamos os bons usos e costumes que nos transmitiram os pioneiros desta igreja, apesar das transformações que o mundo está atravessando em todas as esferas; moral, ética, filosófica, política, econômica,religiosa etc., porém, tudo isso são apenas prenúncios da volta iminente do Senhor Jesus para implantar Seu reino milenar.

Em meio a tantas falsas doutrinas, falsas teologias, movimentos religiosos ditos evangélicos que tem surgido, a Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte vem caminhando dentro de um perfil doutrinário baseado nas Escrituras Sagradas e ensinado pelos pioneiros, sem se desviar nem para a direita nem para a esquerda.

Conclamo a todos os meus companheiros, obreiros da Seara do Senhor, que temos a responsabilidade de ensinar a Palavra de Deus ao rebanho que Deus nos confiou, que isto deve ser feito a tempo e fora de tempo, redarguindo, repreendendo, exortando, com toda a longanimidade e doutrina.

Com cem de existência, a Igreja tem a obrigação de continuar anunciando o evangelho para esta sociedade que está sem Deus, sem esperança e sem salvação.

Aproveito a oportunidade que a nossa IEADERN está entrando no ano do seu centenário de atividades evangelísticas para agradecer ao nosso Deus pelo que Ele tem feito por nós e em nosso meio.

Agradeço a Deus pela vida dos homens e mulheres que nos precederam nesta caminhada de fé, de lutas e de vitórias preparando o caminho para que pudéssemos chegar até aqui.

Minha gratidão a Deus pela vida abundante que Ele tem concedido a cada irmão, a cada irmã, a cada obreiro para que continuem fazendo a história da nossa Igreja.

 

Parabéns IEADERN!

“Para que todos sejam um”

Martim Alves da Silva

Pastor Presidente

Fonte:https://ieadern.org.br/artigos/centenario-ieadern/

sexta-feira, 25 de maio de 2018

PERSEGUIÇÃO É PARTE DA VIDA CRISTÃ NA ÍNDIA”

Conheça a história de Vipur e como ele tem respondido à constante perseguição devido à sua fé

  

 Vipur, cristão perseguido da Índia


O hoje líder cristão indiano Vipur* tem 46 e veio a Jesus após um longo processo em que um amigo cristão o visitava toda semana para orar com ele; nessa época, ele estava com uma doença grave. “Até que eu fui com ele a um culto e o pastor orou por mim. Eu continuei indo e, após seis meses, estava completamente curado”, testemunha.


No entanto, assim que se batizou, todos seus amigos cortaram relações com eles. Até mesmo sua esposa a abandonou, levando as duas filhas pequenas. Mas depois ela voltou para casa e se tornou interessada no cristianismo. Depois de seis meses, ela se batizou, contra a vontade de sua família. Vipur testemunha que foi um tempo difícil, mas Deus foi fiel. “Quando meus quatro irmãos ficaram doentes, eu orei por eles e foram curados, tornando-se seguidores de Jesus”, conta.

Espancado, mas socorrido e sustentado pelo Senhor

Vipur se tornou pastor de uma igreja que tem até mesmo um prédio. Por isso, os hindus começaram a ameaçá-lo e a levantar rumores de que ele convertia as pessoas à força. Até que uma noite, quando retornava de uma reunião de ministério, caiu em uma emboscada e foi espancado cinco vezes. Ele conseguiu correr para casa, e sua esposa, com a ajuda de outros, o levou ao hospital. Mas o hospital não tinha bom atendimento e Vipur estava com medo de morrer, pois havia perdido muito sangue.

Foi aí que um parceiro da Portas Abertas veio em seu socorro, o levou para um hospital melhor e pagou todas as despesas médicas. “Se você como parceiro não tivesse possibilitado que ele me ajudasse, minha igreja não teria um pastor, minha esposa teria perdido o marido, e meus filhos, o pai. Estou vivo graças às suas orações a apoio”, testemunha o cristão.

Vipur ainda carrega vários problemas de saúde por causa do ataque. Depois também passou por uma tentativa de assassinato e convive com o desafio de ver a pessoa que tentou matá-lo e perdoar. Mas não pensa em abandonar o ministério ou deixar seu vilarejo. “Deus me diz para ficar e ser forte. Além disso, para que fugir? Onde quer que eu vá, a perseguição espera por mim. Perseguição é parte da vida cristã na Índia. Eu acredito no que o apóstolo Pedro escreve em sua segunda carta: ‘É bom sofrer pelo Senhor’”, conclui. Ore por Vipur e por todos os cristãos perseguidos da Índia.

*Nome alterado por segurança.

Faltam 3 dias para o DIP!
O próximo domingo, 27 de maio, será um dia especial de oração pela Índia, quando promoveremos o Domingo da Igreja Perseguida. Que através de nossas orações e envolvimento, nossos irmãos saibam que não estão sozinhos nessa luta. Se você ainda não cadastrou sua igreja, cadastre aqui.

Fonte:https://www.portasabertas.org.br

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Exposição conta a História de 100 anos da Assembleia de Deus no RN

Exposição ficará aberta para visitação até o dia 25 de maio na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

   

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Rio Grande do Norte (IEADERN) está completando 100 anos e para celebrar esta data, a Assembleia Legislativa abriu nesta segunda-feira (21) uma exposição de arte que conta a história da denominação no Estado.

A exposição “Expo Centenário” está disponível no Salão Nobre Iberê Ferreira de Souza, mostrando fotos, textos e vídeos sobre o centenário da Assembleia de Deus, mostrando toda a história desde sua fundação.

“Contamos a história de uma igreja que prega o Evangelho, acolhe vidas em Cristo e tem um papel social muito importante para o nosso estado”, declarou o deputado Jacó Jácome (PSD), responsável pela exposição.

A Expo Centenário estará disponível para visitação até o dia 25, próxima sexta, e a entrada é livre. A exposição é um dos vários eventos em comemoração aos 100 anos da denominação que irão acontecer no mês de maio.

Fonte:http://www.jmnoticia.com.br

segunda-feira, 21 de maio de 2018

CRISTÃ É AGREDIDA POR MARIDO POR NÃO NEGAR A JESUS

O marido de Ran também era cristão, mas voltou à sua antiga religião devido à pressão da família


 por Luiz Fernandes      

 Mulher butanesa no campo (Imagem ilustrativa)


A cristã Ran aceitou Jesus como seu Senhor mais de dez anos atrás. Depois, ficou noiva de um não cristão. Depois que se casaram, seu marido também entegou a vida a Jesus. Alguns meses após o casamento, eles mudaram de vilarejo devido às constantes pressões da família do marido para que negassem a Jesus e abondonassem a fé.


Quase oito anos depois, eles voltaram para seu vilarejo na região central do Butão, mas a pressão da família não parou. Ano passado, com a constante pressão dos parentes, o marido de Ran foi convencido a deixar a fé crista. Desde que voltou à sua antiga religião, ele tem tentado forçar Ran a deixar a fé também. Ele lhe disse para não se encontrar com outros cristãos e a proibiu de sair de casa, temendo que ela fosse à igreja e participasse dos cultos.

O marido e a família dele continuamente ridicularizam Ran na frente das outras pessoas e algumas vezes o marido a chama de “doente mental”. Ele chegou a pedir à escola da filha para não deixar que a esposa levasse a menina à escola porque ela ainda é cristã. Além de humilhá-la publicamente, ele recentemente bateu nela por não negar a Cristo.

Ore pela irmã Ran, para que seja confortada pelo Espírito Santo e pela comunidade cristã ao seu redor. Clame para que apesar da pressão, ela não volte atrás na sua fé, mas ao invés disso permaneça firme no Senhor. Interceda para que seu marido se arrependa e reconheça que nosso Deus é o único digno de louvor e adoração. Peça também por sua filha, para que possa ver as mãos do Senhor agindo em sua família.

Fonte:https://www.portasabertas.org.br

sábado, 19 de maio de 2018

2ª Cruzada Mirim - Congregação Porta da esperança

CRISTÃO MULTADO POR CARREGAR CHAVEIROS DE CRUZ

Em 2016, ele havia sido condenado também a seis meses de prisão, mas essa pena foi derrubada, permanecendo somente a multa


 19 DE MAIO DE 2018        

 Líder cristão da Argélia (Imagem ilustrativa)


Um tribunal da Argélia retirou a pena de prisão de um cristão condenado por carregar uma Bíblia e outros materiais cristãos. Idir Hamdad, de 29 anos, foi condenado em 28 de setembro de 2017, em sua ausência, a seis meses de prisão e a pagar uma multa de 20 mil dinares argelinos (cerca de 650 reais). Ele só ficou sabendo da condenação cinco meses depois.


No último dia 3 de maio, um outro tribunal derrubou a pena de prisão, mas manteve a multa por “importar produtos sem licença”. O advogado de Hamdad, Nadjib Sadek, disse que esperava que as condenações fossem retiradas. Ele chamou o veredito de “ridículo” e disse que iria apelar. “Condenar um cristão por carregar cerca de 20 chaveiros, dos quais quatro ou cinco com cruzes, e cinco echarpes, é uma aberração em vista do artigo 365 do código de imigração. Esses objetos não requerem autorização para importação nem são caros”, afirmou o advogado.

Hamdad estava voltando de um treinamento no exterior em abril de 2016 quando foi parado no aeroporto da capital Argel por oficias da imigração, que vasculharam sua bagagem e encontraram a Bíblia, os chaveiros em formato de cruz e outros livros cristãos. Após ficar oito horas detido e ter todo o material encontrado em sua mala confiscado, o cristão foi liberado a 100 km de sua casa. Após esse incidente, ele seguiu sua vida normal. Porém, agora, quase dois anos depois, descobriu que seu caso havia voltado à tona.

Igrejas e cristãos têm enfrentado crescente intimidação nos últimos meses, levantando a suspeita de que essa pressão sinalize “uma campanha coordenada de intensificação de ações contra cristãos pelas autoridades do governo”, de acordo com o grupo de advocacia cristã Middle East Concern. Há vários casos semelhantes a esses nos últimos anos que estão congelados. Entre os cristãos, há a preocupação de que esses casos voltem à tona agora.

Fonte:https://www.portasabertas.org.br

sexta-feira, 18 de maio de 2018

IGREJA DOMÉSTICA NO LAOS CRESCE E SE FORTALECE

Conversões e batismos acontecem em igreja que é apoiada por projeto de plantação de cogumelos


 por Luiz Fernandes        

 Menina do Laos segurando sua irmã. Seu país é o 20º na Lista Mundial da Perseguição (Imagem ilustrativa)


É com muita alegria que um dos parceiros da Portas Abertas no norte do Laos informa que a igreja está crescendo. Semana passada, sete pessoas se converteram e quatro foram batizadas. Apoiamos a igreja doméstica desse parceiro através de uma plantação de cogumelos que tem sido bem-sucedida.


O Laos ocupa a 20ª posição na Lista Mundial da Perseguição. Em geral, há mais liberdade de culto para os cristãos nas áreas urbanas do que nas áreas rurais. Nas áreas rurais, os cristãos correm sempre o risco de serem perturbados, assediados ou mesmo presos pelas autoridades locais, muitas vezes agitados por outros líderes religiosos. Por isso, ore por essa igreja doméstica, para que continue crescendo em número e em maturidade cristã.

Clame para que esses que foram alcançados pelo Senhor Jesus tenham o firme desejo no coração de buscá-lo mais. Interceda também pela vida daqueles que estão responsáveis por discipular esses recém-convertidos, levando-os a conhecer mais a Deus. Peça a Deus que a plantação de cogumelo seja cada vez mais produtiva, dando aos nossos irmãos condições dignas de sobrevivência.

Fonte:https://www.portasabertas.org.br

quinta-feira, 17 de maio de 2018

NO BRASIL, PASTOR INDIANO FALA SOBRE LUTAS E PERSEVERANÇA

Pastor Samuel compartilha os desafios de servir a Deus na Índia e como Deus opera milagres em meio à perseguição


 por Luiz Fernandes       

 Cristãos indianos (Imagem ilustrativa)


O pastor indiano Samuel* visitou o Brasil entre os dias 3 e 14 de maio. Nesse período pôde ministrar em 12 igrejas em São Paulo e Santos, compartilhando sobre a realidade da Igreja Perseguida na Índia. Um público de 2.673 foi edificado e desafiado a se envolver mais com a parte perseguida do corpo de Cristo. É um grande privilégio ter acesso a informações em primeira mão e ver o que Deus tem feito na vida de nossos irmãos indianos.


O pastor Samuel relata que, como engenheiro, era um industrial pragmático e orgulhoso que ganhava milhões por ano e ajudava pastores e missionários. Tudo começou a mudar quando se casou e sua esposa, uma mulher de oração, orava todos os dias com ele antes de sair de casa. Então, Deus começou a falar sobre como queria usá-lo para abençoar a outros. “Eu larguei tudo para trabalhar em uma igreja local como evangelista. Comecei a ver como Deus estava trabalhando na vida das pessoas”. Assim, em dois anos ele plantou uma igreja e depois foi estudar teologia em Singapura.

Ele conta que se uniu à Portas Abertas em 2008, num tempo em que Deus o conduziu através do deserto e, aos poucos, foi mostrando sua graça em situações muito difíceis. Ano passado, quando organizavam um acampamento para 800 crianças, houve uma denúncia à polícia e muitos cristãos foram detidos. A polícia pediu um suborno para liberá-los, mas o pastor Samuel decidiu não pagar, mesmo sob ameaça. Após esse episódio, ele teve que enviar sua esposa e filha para outro país, para a segurança delas.

Hoje, Deus continua usando a equipe da Portas Abertas na Índia para abençoar muitas pessoas. Pastor Samuel compartilha: “Só entendemos o que Deus está fazendo quando andamos pela água [provações] em fidelidade. Porque Deus pode trazer vida no deserto, e tornar sua vida um canal de cura para muitos. Sabemos com certeza que Deus está trabalhando. Pode haver sacrifícios, mas quando andamos pelas águas, vemos o milagre de Deus”.

O DIP está chegando!
Se você ainda não inscreveu sua igreja no Domingo da Igreja Perseguida, ainda está em tempo. O DIP será no dia 27 de maio e terá a Índia como tema. Junte-se a milhares de cristãos em todo o Brasil que estarão clamando para que a igreja do Senhor seja edificada e fortalecida na Índia, apesar da crescente perseguição. Para se cadastrar, clique aqui.

Fonte:https://www.portasabertas.org.br

Apoio