____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Congresso de Senhoras - Tema: Mulheres aos pés de Jesus (Lucas 10.49b)


O Departamento Feminino da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Upanema/RN – Templo Central, promove nesses dias 21, 22 e 23 de Julho mais um Congresso de Senhoras. TEMA: Mulheres aos pés de JESUS. (LC. 10.39b).

Ore pela distribuição de materiais cristãos na Ásia Centra

Muitas famílias são alcançadas através do ministério de literatura da Portas Abertas

O ministério de literatura é essencial para a Igreja Perseguida no mundo. Especificamente, na Ásia Central, este trabalho é feito da seguinte forma: os livros cristãos são publicados em sete línguas diferentes faladas na região. Anualmente, são lançados 60 novos títulos, em média. O tempo investido para a tradução e adaptação é de aproximadamente 8 meses. Grande parte da distribuição é feita de forma não-oficial, devido à rigorosa legislação de alguns países. Ore pelos colaboradores que se empenham em realizar essa missão tão importante.

Os desafios enfrentados por todos os envolvidos são grandes e há muitos obstáculos que precisam ser superados e que envolvem sérios riscos, como multas de alto valor, perda de propriedade e até prisão. Da mesma forma que é arriscado distribuir livros e Bíblias, é também arriscado manter alguns exemplares em casa. Se as autoridades policiais descobrirem, os cristãos asiáticos podem ser presos, além de serem excluídos de suas famílias e comunidades. Interceda por eles para que se mantenham seguros e protegidos.

Vídeos também são feitos por cristãos árabes com o objetivo de pregar o evangelho ao povo muçulmano. Há também um projeto de gravação virtual da Bíblia. Até agora, 19 livros foram concluídos. Ore para que no próximo ano a Bíblia completa seja distribuída através desse tipo de mídia. Pessoas com deficiências físicas, tais como surdos, mudos ou aqueles que possuem algum tipo de paralisia, também são alcançadas através desse ministério. Peça por eles, para que entendam a palavra e que tenham suas vidas transformadas. A Igreja Perseguida na Ásia Central precisa se manter viva.

Fonte:https://www.portasabertas.org.br

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Inundações fazem piorar a situação dos cristãos

Depois do ciclone ocorrido no final de maio, que deixou milhares de pessoas desabrigadas, bengaleses ainda enfrentam as fortes chuvas

A situação de inundação em Bangladesh piorou depois das fortes chuvas das últimas semanas. Muitos rios transbordaram, e agora dez distritos estão inundados: Sylhet, Sirajganj, Jamalpur, Nilphamari, Kurigram, Gaibandha, Pabna, Bogra, Lalmonirhat e Cox's-Bazar. Todos os aldeões dessas áreas foram afetados. De acordo com os relatórios, mais de 200 mil pessoas estão ilhadas e enfrentam problemas com falta de água potável, saneamento básico, alimento e abrigo.

Jagodish Ray, um dos líderes cristãos da igreja em Bangladesh, disse que muitos irmãos necessitam de ajuda nesse momento. “Nossos irmãos estão presos em suas casas e não podem ir para lugar algum. Precisamos, urgentemente, nos unir e estender a mão para eles durante essa fase difícil”, disse. Por enquanto, as igrejas locais e algumas organizações humanitárias estão fornecendo o socorro necessário para salvar muitas vidas.

Para que os nossos irmãos permaneçam firmes na fé e suportem essas dificuldades extras, eles precisam das nossas orações. A igreja em Bangladesh, país que ocupa a 26ª posição na atual Lista Mundial da Perseguição, já enfrenta muitos desafios, como a violência de grupos radicais islâmicos, o forte conservadorismo religioso da sociedade e os conflitos ocorridos entre os próprios jihadistas. Embora os cristãos sejam tratados como “cidadãos de segunda classe” nessa nação, oramos para que eles se sintam plenamente acolhidos como “cidadãos do céu”. Interceda por eles.

“A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo.” (Filipenses 3.20)

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Culto da Família - Congregação Monte Orebe (Bairro Pêgas)

Festival da Amizade - Encontro de Bandas


Igreja Evangélica Assembleia de Deus, junto com a UMADUP (União da Mocidade da Assembleia de Deus em Upanema) fez nesse sábado dia 15 de julho de 2017 um grande evento em prol do congresso de mocidade que acontecerá em novembro, e neste evento tivemos a participação de Bandas locais, vários tipos de comidas, sobremesas, foi um evento maravilhoso para os irmãos e amigos que ali estavam.

As pequenas igrejas nas montanhas da Indonésia

Elia* começou a pregar o evangelho de porta em porta, aproveitando todas as oportunidades que tinha; hoje, seu ministério cresceu e tem dado muitos frutos

Quando começou o trabalho de “semear o evangelho” nas montanhas da Indonésia, Elia não pensava que tantos hindus se converteriam aos caminhos de Jesus. Ele começou a falar de Cristo nas oportunidades que tinha, enquanto vendia sabão de casa em casa, até que uma pequena igreja doméstica se formou. Hoje, existem cerca de 20 igrejas estabelecidas nas aldeias das montanhas e cada uma delas é composta por cerca de 10 a 50 membros. Em cada igreja, um líder leigo dirige os trabalhos.

Elia explica que não olha para a base educacional dos líderes que discipula, mas para a capacidade deles de pregar a palavra de Deus. Um deles se chama Putra*, de 51 anos. Ele não completou o Ensino Médio, mas prega o evangelho com dedicação enquanto vende sorvete nas ruas. “Ele tem muitas habilidades interpessoais e desenvolve bons relacionamentos com os moradores”, justifica Elia. “Quando as pessoas perguntam sobre minha fé atual, eu aproveito a oportunidade para compartilhar sobre Jesus Cristo”, disse Putra.

Mas nem todos os cristãos têm o próprio negócio para se sustentar. Há muitos que são excluídos da comunidade e que enfrentam grande dor. Muitos que não suportam a perseguição acabam desistindo da fé cristã e retornam ao hinduísmo. “Temos que ser fortes para seguir Jesus, pois ele mesmo nos sustenta. Ele alimentou milhares de pessoas que o seguiam e pode fazer o mesmo em nossos dias. Por isso, não podemos só pregar o evangelho e deixar os famintos”, disse Elia, que iniciou alguns projetos sociais onde novos convertidos podem encontrar opções de trabalho.

O líder de 70 anos fornece água aos agricultores e ensina as habilidades para criar gado, plantar bambu e alguns tipos de árvore para vender madeira. Tudo isso tem ajudado muito os novos convertidos que foram banidos da sociedade. Elia finaliza dizendo que Deus tem sido fiel a ele ao longo dos anos. “Quando eu estudei teologia, fui ensinado a depender inteiramente de Deus e ele, incrivelmente, sempre enviou dinheiro necessário para todos os nossos projetos por meio de pessoas desconhecidas”, disse com gratidão.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

sábado, 15 de julho de 2017

O que realmente podemos fazer pelos cristãos perseguidos?

Há várias maneiras de estender a mão aos nossos irmãos na fé, mas, certamente, a mais eficaz continua sendo a “oração”

Notícias sobre a Igreja Perseguida chegam diariamente e, com elas, um pedido constante por parte daqueles que são hostilizados por causa da fé em Cristo: orem! É tudo o que nos pedem: orações. A igreja no mundo enfrenta grandes desafios e passa por perigos que, muitas vezes, nem podemos imaginar. Nossa família em Cristo nos inspira a viver o verdadeiro evangelho. Acompanhe agora alguns depoimentos de cristãos perseguidos e líderes que lutam para manter a igreja viva em diversos países:

“Orem conosco, pois é isso o que nos dá força. Orem pela paz em nosso país e orem com muita fé, pois temos esperança de que tudo vai melhorar”, disse Sarah, uma cristã perseguida na Síria.

“Orem por nós, irmãos. Estamos pedindo a Deus para que nossos corações sejam capazes de perdoá-los e amá-los, apesar de tudo o que fizeram. Eles tiraram de nós muitas vidas valiosas, de amigos e parentes, tiraram nossas casas, igrejas e comércios, mas eles não podem tirar de nós a fé em Jesus Cristo. Estamos buscando a face de Deus para recomeçar nossas vidas. Que Deus nos ajude a perdoar os muçulmanos”, disse Naga (pseudônimo), um dos líderes da igreja na Nigéria, onde o Boko Haram atua com violência.

“Agora nossa oração é para que as pessoas não sejam capturadas por eles durante os ataques, como já vimos acontecer anteriormente. Oramos pela segurança de todos os estudantes e que eles possam voltar para suas casas. A situação alarmou também os moradores de Mpeketoni. O Al-Shabaab está tentando estabelecer um estado islâmico na Somália e nas imediações. Espero que as forças de segurança nessa área possam controlar a situação. Precisamos de orações, urgente, por favor, intercedam por nós”, pediu um cristão perseguido no Quênia, semana passada, enquanto sua aldeia estava sendo atacada.

Nas palavras do Irmão André, todos são convidados a orar mais e a se envolver com a Igreja Perseguida:

“Este é o tempo de conclamarmos todos a terem coragem. As portas ainda estão largamente abertas e nós ainda podemos ir, se nós tivermos um chamado de Deus e não tivermos nenhum medo de morrer. Sim, as portas ainda estão abertas. E são as suas orações e apoio que permitem nossas equipes transitarem por essas portas e se levantarem em apoio aos nossos irmãos e irmãs perseguidos!” (Irmão André)

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ore pelo trabalho entre os tibetanos

Deus tem fortalecido um cristão dedicado, que evangeliza os tibetanos, nas áreas mais remotas da China

John* é um cristão dedicado e que trabalha entre os tibetanos, já há 12 anos, nas áreas mais remotas da China. Muitos se converteram a Cristo como resultado de seu ministério. A China é a nação que ocupa o 39º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, onde a igreja tem lutado para permanecer firme, apesar dos enormes desafios encontrados por lá.

Recentemente, John encontrou outro missionário chinês, conhecido como Han*, que se mostrou disposto a servir a Deus ao lado dele. Esta foi uma resposta às orações de John, que se sentia solitário e isolado. Na região onde ele atua, é muito difícil encontrar parceiros. “O fardo é pesado e é muito complicado fazer visitas às famílias que vivem nas montanhas. As viagens são longas e desafiadoras, e minha saúde não anda muito boa”, disse o cristão que já está com idade avançada.

“Muitas vezes, depois das visitas, eu tenho dores de cabeça que duram a semana inteira”, ele conta. Ore pela saúde de John e de sua esposa, e peça a Deus que fortaleça o casal enquanto trabalham na obra do Senhor. Interceda por esse ministério entre os tibetanos e agradeça a Deus por providenciar um parceiro de trabalho para o nosso irmão. Continue orando pela Igreja Perseguida na China.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Policiais interrompem acampamento cristão

A polícia tadjique descobriu um acampamento cristão e o considerou ilegal, de acordo com as leis do país; organizadores podem ser multados

Tajiquistão é o 35º país na atual Lista Mundial da Perseguição. A situação dos nossos irmãos que vivem por lá não tem sido fácil. Líderes cristãos têm sido presos e acusados de “extremismo religioso” e, durante as audiências, argumentos falsos estão sendo usados contra eles para incriminá-los. Ore por justiça e para que Deus capacite os advogados de defesa para livrá-los da prisão.

Alguns dias atrás, a polícia tadjique descobriu um “acampamento cristão” e o considerou ilegal perante as leis do país, fazendo assim uma busca por lá. Os policiais descobriram que uma menina possuía uma Bíblia infantil ilustrada. Houve alguns procedimentos administrativos por parte das autoridades e, possivelmente, os cristãos que estavam atuando nesse acampamento podem ser multados.

As crianças que participavam do acampamento perderam a oportunidade de aprender mais sobre a Bíblia e de participar de um período agradável com os colegas. Ore por elas e por todos os acampamentos que são realizados durante essa época do ano. Peça a Deus proteção às crianças e também aos instrutores que se empenham nesses trabalhos.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

O que o mundo inteiro precisa saber

Meriam Ibrahim diz que há questões que não podem ser escondidas e que há discriminação contra os cristãos no Sudão


Na última parte da entrevista cedida por Meriam Ibrahim, no Parlamento Europeu, a cristã sudanesa deixa algumas declarações para a comunidade internacional.

“As pessoas do mundo inteiro precisam estar cientes disso, não só os cidadãos comuns, mas os diplomatas. As leis existem para ser seguidas, mesmo no Sudão, mas há questões que não podem ser escondidas e não podemos encobrir o que acontece por lá. Eles dizem que respeitam a liberdade de religião, mas não podem afirmar isto ao mesmo tempo em que prendem alguém por escrever um artigo contra o governo ou quando recriminam uma mulher por não estar vestindo um lenço na cabeça, entre muitas outras coisas”. 

Meriam conta que o governo não quer mais igrejas no país.

“O governo sudanês também proibiu a construção de novas igrejas, alegando que desde a independência do Sudão do Sul, o número de cristãos, na região norte, diminuiu. Mas há milhares de cristãos vivendo no Sudão e também há muitos deles nas montanhas de Nuba”. 

“Mesmo nas escolas cristãs, é possível ouvir as crianças recitando o Alcorão, porque há estudantes muçulmanos. Mesmo sendo um cristão, é necessário estudar o islã para poder passar nos exames e ir para a próxima série”.

A cristã foi questionada sobre as regras que todas as escolas devem seguir. “Você acha que isto é discriminação contra os cristãos?”

“Sim, é discriminação. É a imposição do sistema sobre as escolas. Os muçulmanos estudam sobre o islã e decoram o Alcorão. E os cristãos, também devem estudar sobre o islã”.

Ou seja, segundo a cristã, o fato de ser obrigatório a todos (muçulmanos e cristãos) estudar o islã, acaba induzindo as crianças à religião.

“Tudo isto faz parte do sistema. Eu tenho certeza de que, se os estudantes encontrarem algo de bom durante esse período, todos os cristãos podem se tornar muçulmanos”. 

Ore pela igreja no Sudão e pelos cristãos perseguidos.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Apoio